segunda-feira, 7 de março de 2011

Depoimento da Leitora

Primeiramente, gostaria de agradecer ao seu blog e a força que você tem dado não somente para mim mas também para muitas mulheres. Amar é o sentimento mais bonito do mundo, mas só nos damos conta de seu verdadeiro valor quando os erros começam a pesar na relação, por isso hoje resolvi deixar meu esclarecimento e provar como a ansiedade e ciúmes podem estragar tudo.
A minha história começaria como a da maioria das meninas, se não fosse pelo fato de morarmos cerca de 1855km um do outro e ao mesmo tempo tê-lo conhecido no meu ambiente de trabalho. Como? Nem te conto... Eu
só sei que quando eu o vi me apaixonei (minha vida é um conto de fadas, príncipes e princesas, rechados de castelos enbonecados..rsrs), procuro sempre aquilo que faz meus olhos brilharem, meu coração bater forte, mas só fico nisso, sou péssima para conquistas, me enrolo, falo quando tenho que ficar calada e calo quando tenho que falar, ou seja, virou meu príncipe só na minha imaginação mesmo, até que um dia fui designada a fazer um curso pela minha empresa, qualquer um odiaria essa idéia, esses cursos palestras são um verdadeiro saco, até que
descobri que não estava sozinha, já que ele iria também. BINGO! A chance que precisava para mostrar todo meu charme e a verdadeira "femme fatale" que eu era (nada melhor que uma mulher confiante). E como uma boa amiga, conversa vai, conversa vem acabou que surgiu o convite (por parte dele) de visitar a cidade em que morava pois
haveria um evento super ultra mega "da hora", e como para mim, aventura pouca é bobagem, aceitei na hora, seria uma chance irrecusável de conquista, já que estaria tão pertinho dele, mas como nada na minha vida, por mais esforços que eu faça, segue uma ordem natural de percurso, acabamos nos envolvendo antes do tal evento, em
um estalar dos dedos estava de namorado novo, uma verdadeira benção em minha vida! Estava tudo muito bom, me via flutuando em nuvens e contos cinderelescos! O dia da viagem então, uma maravilha que só! Ganhei dois cunhados, sogros e sogra! Maravilha! Churrasco em família! No dia seguinte, o tal evento, que era uma micareta, então aquele animação todo e ele me chega de mansinho e diz que a micareta que ele estava querendo ir é uma em que somente homens podem ficar "dentro da corda" (e a minha psico-problematica mente conturbada querendo me assombrar mais uma vez já pronta para soltar um maquiavélico ...NÃO!, mas eu não queria dar uma de psicopatinha do ciúme para a familia dele, entãocalmamente falei, claro, meu amor, vá), fui uma namorada tão compreensiva que até o maquiei de mulher (O que uma mulher apaixonada não faz, né?), na verdade eu lutei pela aceitação dele a todo o momento, e antes de sair de casa ele me deu o celular dele dizendo que me ligaria depois do bloco para ficar comigo, então me arrumei toda, me produzi, botei meu melhor decote, meu melhor short, minha melhor maquiagem, pois queria ser a tal do lado do meu amor no mega evento da cidade, bom a parte triste veio agora, ele sumiu no evento e não me ligou, quando deu quase 22hrs e depois de ter visto uma penca ter dado em cima de mim sem meu namorado para me defender, aquela revolta e ansiedade de tê-lo ali comigo me subiu, queria esquecer a merda de
noite pela qual estava passando, resolvi beber, duas latinhas de ice foram o suficiente, estava com minha cunhada e a prima dela quando mais um garoto se aproximou querendo algo de mim, minha cunhada veio em minha defesa e me lembrou mais uma vez que o lindo irmão dela não estava fazendo o papel dele, naquele momento a droga do álcool subiu em meu cérebro, soltei umas merdas no ouvido do tal garote, olhei para trás (pois enchi o saco de minha cunhada) e falei estou indo ao banheiro e não preciso de companhia, e fui-me embora para Pasárgada!
Sumi na multidão, literalmente, queria esquecer aquela dor de ter sido abandonada pelo namorado, de não saber o que estava acontecendo (se haviam outras mulheres na história), um milhão de coisas passaram pela minha cabeça, mas, como uma boa carioca, a gente perde o amigo mas não perde a diversão, comecei a fazer amizades, conhecer pessoas novas que queriam me ajudar a encontrar meu namorado, pois cai na real que estava perdida e que precisava me achar, no final deu tudo certo porque encontrei meu cunhado e fomos para casa juntos! Maravilha!
Agora vem a parte triste da história e a real razão de ter escrito tudo isso, a prova de como nossas atitudes (impensadas e impulsivas) podem (e na maioria das vezes são) má interpretadas, por isso todo cuidado é pouco! A minha "linda" cunhadinha, chegou pro meu príncipe encantado e disse que eu havia ficado com um menino no bloco, que havia falado algo no ouvido dele, me afastado dela e que logo em seguida o menino tinha vindo atrás de mim. Minha atitude impulsiva (meu doentio ciúme me dominou só em imaginar ele com outra mulher) deu margem para que ela pensasse algo que não devia, hoje eu sei que não deveria ter saído do lado dela, era para ter ficado com ela até o final do evento, a minha consciência está limpa, pois só eu sei o quanto sou apaixonada por ele, e que não o trairia com ninguém, pois o amo, simplesmente! Mas quase perdi meu namorado, e certa de que perdi minha cunhada, pois hoje ela me acha uma puta. Então meninas, aqui fica meu conselho, sempre que estiverem em uma situação em que não queriam estar, utilizem a terapia do silêncio mental, anulem todos os pensamentos que surgirem naquele momento, contem pedrinhas no chão, estrelas no céu, promovam um verdadeiro silêncio mental, se eu tivesse feito assim, não teria imaginado que ele estava "pegando todas", e teria saído da casa dele como eu entrei, sendo respeitada. Sei que vou conquistar meu espaço novamente pois não há absolutamente nada que o
amor não construa, ou melhor (re)construa!

Beijos e muito boa sorte para todas nós e nosso lindos amores! Viva o amor!

Um beijo especial em você Mada! =)
Que todas as estrelhinhas do seu céu brilhem forte e mais forte, cada
dia mais!!!
Mab

2 comentários:

monica disse...

BEM, LENDO SEU BLOG, DESCOBRI AGORA QUE AMEI DEMAIS MEU MARIDO, A PONTO DE TER UMA DEPRESSÃO!!
MAS PROBLEMA RESOLVIDO E SUPERADO, FIZ TERAPIA DURANTE 1 ANO E RELACIONAMENTO RENOVADO. ME AMO MUITO, ME ACHO LINDA, GOSTOSA, ME RESPEITO!!
ADOREI SEU BLOG!!!

GRAZI disse...

BOM EU JÁ NÃO POSSO FALAR A MESMA COISA QUE A MÔNICA DISSE.AMO ENLOUQUECIDAMENTE MEU MARIDO,AO PONTO DE SEI LÁ (FAZER QUALQUER LOUCURA POR ELE,SABE EU JÁ PEDI ELE EM CASAMENTO E ELE SEMPRE SE ESQUIRVA INVENTANDO ALGUMA COISA PARA FAZER.EU SEI QUE ELE NÃO QUER CASAR COMIGO,NÃO SEI MAIS O QUE FAZER PRA ME CURAR DESSE AMOR LOUCO.