quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Eu e a Terapia, a Terapia e eu . E você, faz terapia?

Eu e a Terapia, a Terapia e eu . E  você, faz terapia?
Desde muito nova eu já fui a terapia. A primeira vez que fui devia ter 15 pra 16 anos. Fiz aproximadamente 1 ano e depois resolvi parar. Mas como resultado acabei indo  pra fonoaudióloga, para “aprender” a falar com as pessoas sem gritar.
Depois com correria de formar, descobrir a vida, fiquei sem terapia. Depois no cursinho aos 19 anos fiz uns 3 meses de conversa com terapeuta, nem era terapia. Aos 21 procurei outro terapeuta, e ele sim foi meu caso de amor...rs
Fiquei com ele por 5 anos, isso mesmo, CINCO ANOS!!!
E descobri muita coisa sobre mim, coisa inclusive que não sabia se queria descobrir, como por exemplo sobre como as falas de pai e mãe quando criança interferem na nossa vida adulta. Essa terapia coincidiu justamente com a época em que eu fui ao MADA (Mulheres que Amam Demais) e percebi que precisava cuidar do meu ciúme.
Depois, aos 25 fui diagnosticada com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) e passei por duas psicólogas. Agora, aos 28 comecei tem um mês com uma nova terapeuta!!!
Muita gente pergunta se adianta fazer terapia, se é bom e se “faz efeito”.
No MADA eu aprendi uma coisa muito importante e que levo pra vida toda:
SE ALGUÉM QUER SE TRATAR TEM QUE INVESTIR!!!
Pode ser investir tempo, investir dinheiro ou investir boa vontade mesmo, mas o importante é investir.
Acho que todo mundo deveria fazer terapia e APRENDER CONSIGO MESMO!
Brinco que a sessão só faz efeito quando saímos da sessão quando saímos com raiva da terapeuta...rs
Pq a terapia nos faz pensar, refletir.

Acho que vc deveria tentar. Que tal?

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

CARTA DE UMA EX-CIUMENTA



            CARTA DE UMA EX-CIUMENTA


Hoje enquanto conversava com meu marido começamos a comentar sobre como eu era ciumenta e como melhorei bastante. Então comecei a pensar do pq ter melhorado tanto, então resolvi fazer uma carta para todas as mulheres ciumentas que tanto me procuravam.


Cara Amiga,

Sei exatamente o que você sente quando tem ciúmes do seu namorado/noivo/marido! Sei como é ruim ter a sensação de impotência, incompetência e humilhação. Entendo perfeitamente seu remorso por ter feito ou falado coisas que não deveria, sua angustia por não saber se ele vai te desculpar, sua tristeza em saber que aquilo não é a primeira vez que acontece e principalmente, seu medo de perdê-lo.
Sei disso, pois senti o mesmo, eu também já fui muito ciumenta! Hoje sou uma ciumenta em recuperação! Muitas mulheres me perguntam como consegui controlar meu ciúme e por muitas vezes eu não soube responder, mas agora que estou em uma jornada de autoconhecimento, eu acho que sei ou que pelo menos entendo como foi meu processo de melhora.
Quando percebi a primeira vez que meu ciúme estava diminuindo foi quando comecei a trabalhar. Eu fui contratada em uma rádio e tive que trabalhar muito, me dedicar, e com isso não tive tempo para sentir ciúmes. E foi bem assim mesmo, não tive tempo para ciúmes!!! Portanto Cara Amiga, se você tem vontade e intenção de parar de sentir ciúmes te aconselho ocupar seu tempo. Trabalhe, estude invista em você!
Compreendo que falar seja fácil, mas fazer é necessário!!! Como uma pessoa que te quer bem, acho que precisamos primeiro entender o que é o problema para depois resolvê-lo. E hoje, um pouco mais tranqüila vejo que o CIÚME É A CULPA QUE VOCÊ PÕE NO OUTRO POR UMA INSEGURANÇA SUA!!!
Portanto,  trabalhando sua insegurança você vai parar de sentir ciúmes. Sentindo-se bem consigo mesma você vai para de achar que seu companheiro vai te trocar por outra mulher, sabe pq? Pois você será a melhor companhia do mundo! 
Invista em você,  busque terapia, livros, amigas, tenha sua vida independente. Quanto mais fizer isso, mais você vai se amar  e conseqüentemente será mais amada.
Bem, espero que você consiga se redescobrir e ser sua melhor companhia,. Só assim você também será uma ex-ciumenta.
Ah, e não ache que eu estou completa, estou ainda no meio do caminho, pois ele é árduo e trabalhoso. Mas eu ainda chego lá!
Um abraço,
Madá

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Oi,
Sei que sumi por um bom tempo, mas agora resolvi voltar!
Escrever me faz falta e sempre me ajuda!
Então, agora como meta para 2016 resolvi criar uma página no facebook.
Não será apenas sobre ciúmes, mas também sobre autoconhecimento, auto estima e vários outros assuntos.
Se você gostava do meu blog, tenho certeza que irá gostar da minha página.
Por isso, corre lá e curte a minha página!


Ah, não se esquece de chamar suas amigas pra curtir a página também!

Um abraço,

Madá

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O Pesadelo

Sabe quando você tem um pesadelo e tem certeza que ele quer te dizer alguma coisa?! Pois bem, acho que hoje tive um pesadelo desses. Acordei as quatro e meia da manhã assustadíssima e com a certeza que de sou uma burra de acreditar em algumas pessoas.
Só conseguir voltar a dormir lá pelas cinco e meia e mesmo assim com muito custo. Agora, já BEM acordada, não sei se o pesadelo me deu um “sinal” ou se eu que sou ingênua de acreditar nessas coisas. Porém, independente de qual seja a resposta, uma coisa eu percebi: estou insegura com algumas coisas na minha vida.
Essa insegurança apareceu por coisas simples, como não atender o telefone, não responder uma mensagem e coisas do tipo, mas ela esta aqui, mais forte do que nunca. Atualmente estou tomando as dores e dúvidas do meu namorado e achando que elas são minhas.
Na verdade eu deveria gritar um grande FODA-SE e deixar ele se virar, mas quem disse que eu consigo?! Acredito que nós, MADAS, somos assim mesmo, pegamos as “dores” dos outros para ter o que olhar e esquecer de nós mesmas.
Preciso voltar a olhar pra mim e deixar a dor do meu namorado de lado. CLARO que não estou sendo insensível estou apenas querendo cuidar de mim, já que se EU não fizer isso, ninguém vai fazer.
Beijos da Madá

sábado, 15 de outubro de 2011

A volta dos que não foram

Oi Pessoal,
Tudo bem?
Pois é depois de cinco meses sem fazer uma postagem, EU VOLTEI....
Tantas coisas aconteceram nestes cinco meses.
Quantas novidades no meu namoro, na faculdade, no estagio que não é mais estágio, na família....
E sabe o que é pior?
Sinto falta de comentar tudo isso com vcs.
Pensei em criar um novo blog, colocar minha "cara a tapa".
Mas, Pra que? Por que?
Ainda estou pensando nisso tudo.
Se resolver criar um novo blog, aviso pra vocês ok?!
Mas por enquanto vou falando minhas coisas por aqui mesmo.
Bem, por hoje é só...
Vim apenas anunciar que ESTOU DE VOLTA...
Bjs da
Madá