terça-feira, 27 de julho de 2010

Menosprezo - a arte de ignorar quem lhe faz bem

Hoje tive uma festa para ir, não uma festa de balada, mas um aniversário de uma senhora da família que completou 80 anos. É muito bonito ver como as pessoas ficam felizes em datas como essas, mas tive a oportunidade de ver também como uma atitude é utilizada com muita freqüência pelas pessoas, e muitas das vezes elas nem percebem.

Apesar de ser uma festa não tinha garçons ou um buffet, o combinado foi que nós da família ajudaríamos a servir e organizar a festa. Como sou da família ajudei nos enfeites e a servir.

Sabe o que aprendi com isso? Aprendi que a maioria das pessoas menospreza quem faz esse tipo de serviço, o que é um absurdo porque é justamente esse serviço que mantém a pessoa com água fresca, salgados, doces e bebida.

Comecei a pensar então como fazemos isso nos relacionamentos, geralmente menosprezamos as pessoas que mais nos ajudam. Geralmente os companheiros fazem o papel de garçons em nossas vidas e nos servem o que há de melhor, e nós os menosprezamos.

Quantas vezes esquecemos-nos de agradecer quem sempre nos ajuda, quem sempre faz o melhor por nós. Olhamos apenas os defeitos, em uma festa falamos que a bebida não está gelada, que o salgado está frio, que o serviço demora a chegar a nossas mesas, nos relacionamentos falamos que o nosso parceiro não faz o melhor por nós, não dá atenção pra gente ou que não nos dá o devido valor.

Agora eu pergunto, E NÓS? NÓS DAMOS O DEVIDO VALOR???

Até quando vamos menosprezar quem nos faz feliz? Ficamos tão centradas em nossos problemas que nos esquecemos de ver que nosso parceiro também tem os problemas e obrigações deles. O "garçom" do nosso relacionamento, aquele que nos serve de coisas boas também precisa "servir outras mesas" ele tem outras atividades, más somos muito egoístas e queremos atenção exclusiva, com isso acabamos menosprezando quem nos faz bem.

Quando pararmos de olhar os NOSSOS problemas, NOSSO querer perceberemos que exigiremos menos, e com isso desfrutaremos da "festa" da vida sem menosprezar ninguém, muito menos que nos faz bem. Com isso ganharemos mais, e como diria a musica " cuide de quem lhe quer bem, essa é a coisa mais pura"

Beijos da Madá

4 comentários:

Ana Carolina Diethelm Kley disse...

Oi, Madá
Hoje recebi uma seguidora que também segue seu blog e fiquei curiosa para ver o Mulher Ama Demais. Resolvi dar uma passada e acabei lendo seu post sobre menosprezar quem nos dá valor. Faz todo sentido! Gostei muito dessa sua postura de aprender a partir das coisas cotidianas, isso deve te poupar tanta dor de cabeça, não é?
Parabéns pela iniciativa e pode ter certeza que venho te visitar mais vezes.
beijos

livia disse...

Mada , Você disse coisas que acontcem no dia a dia e agente nem nota ... bjosssss

MRH disse...

Madá, adoro suas comparações, vc percebe coisas q muitas de nós não enxergamos..
bjim

Maíra Souza disse...

Pior que é assim mesmo!
=\
Eu ralava de garçonete e costumava até parecer um fantasma, ou até transparente, de tão desprezada...

Tomara que possamos melhorar!
Enxergar o que fazemos de errado já é um bom começo né? =)